Plástica Ocular Reconstrutiva
 

Perguntas e Respostas

A cirurgia plástica ocular é uma área especializada da oftalmologia que lida com deformidades e anormalidades das pálpebras, do sistema lacrimal, da órbita (cavidade óssea que circunda o olho) e de áreas da face anexas aos olhos.

Um cirurgião oculoplástico é um oftalmologista que tem treinamento adicional em cirurgia plástica de olhos e estruturas anexas, onde se destacam as pálpebras.

1. Quando a cirurgia plástica ocular é reconstrutiva e estética?
A cirurgia é reconstrutiva quando ele promove a melhora da função ou anatomia dos anexos oculares que foram alterados pela idade ou por alguma intercorrência como deformidades provocadas por traumas, inflamações ou tumores. Ela é estética quando promove apenas a melhora da aparência, deixa a pessoa “mais bonita”, “mais satisfeita” consigo mesma. Proporciona um olhar mais jovem.
2. Quando a cirurgia reparadora ou reconstrutiva é indicada?
Ela é indicada quando os anexos oculares como por exemplo as pálpebras ou o canal da lágrima não estão funcionando nornalmente, ocasionando sintomas como dificuldade de visão(“pálpebras caídas”) ou lacrimejamento excessivo (“canal entupido”).
3. Quais são os tipos de casos mais comuns que surgem na região os olhos e que necessitam de cirurgia?
Os casos mais comuns são:
  • Pálpebras caídas-ptose palpebral: que acarretam sensação de peso ou dificuldade de visão
  • bolsões palpebrais- abaulamento na região abaixo dos olhos que dão um aspecto de cansaço ou "noite mal dormida".
4. Quem mais procura atualmente esses tipos de procedimentos?
Existem as pessoas que estão preocupadas em melhorar a aparência com um procedimento que é minimamente invasivo, porém existem também as pessoas que estão incomodadas com alguns sintomas como lacrimejamento, diminuição de campo visual ou sensação de peso nas pálpebras.
5. Hoje há uma procura significativa por parte dos homens?
Ultimamente, com o aumento da preocupação dos homens com a estética, o número destes pacientes vem aumentando consideravelmente em nossos consultórios.
6. No Brasil, a Plástica Ocular começou a se firmar como especialidade quando?
A Plástica Ocular se firmou no Brasil nas últimas 3 décadas. A especialidade de Plástica Ocular é considerada como obrigatória pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia em todas as Residências Médicas de Oftalmologia do Brasil e esta disciplina está presente de forma substancial nas provas nacionais para obtenção de título de especialista em oftalmologia.
7. Quem está apto para ser uma cirurgião plástico ocular?
O oftalmologista com título de especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia e com especialização em plástica ocular em Faculdade credenciada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular.
8. A região dos olhos é uma das primeiras a apresentar sinais de envelhecimento? Por quê ?
Os olhos são a janela da alma”. Quando olhamos para o rosto de uma pessoa, a primeira coisa que nos deparamos são os olhos. É fácil de se entender que qualquer alteração na região dos olhos seja facilmente detectável à primeira vista. Então ,antes de ser submetido a alguma cirurgia palpebral, estética ou não , o paciente deve escolher muito bem o profissional que irá realizar a sua cirurgia.
9. Este tipo de cirurgia não interfere na visão?
Esta cirurgia ocorre “por fora dos olhos”, e a menos que seja realizada sem perícia, não interfere na visão. Inclusive pode melhorar o campo visual nos casos de pálpebra caída.
10. Quais os cuidados antes de fazer uma cirurgia plástica ocular?
Os cuidados são: realizar um pré-operatório minucioso (hemograma, coagulograma, risco cirúrgico), parar de fumar, controlar pressão arterial e diabetes.
11. Quais os casos mais comuns da especialidade Plástica Ocular?
Os casos mais comuns são:
  • Ptose: Pálpebra Caída
  • Dacriocistite Crônica: canal da lágrima entupido
  • Implante de Mulles: colocação de prótese ocular
  • Tumores: reconstrução palpebral
  • Exoftalmia: correção de olho "saltado" por doença da tireóide
13. O botox interfere na visão?
O botox que é utilizado para corrigir rugas de expressão, caso não seja aplicado por profissional especializado, pode levar a efeitos indesejáveis como queda da pálpebra ou olho seco.
14. Podemos dizer que essa é uma técnica nova em Goiás ou no Brasil?
Atualmente trabalhos científicos estão sendo realizados e existem duas técnicas que colocam a Oftalmologia do Cerof da UFG como pioneira no Brasil:
  • A dilatação com balão("Dacrioplastia") das vias lacrimais que evita cirurgias mais agressivas como a dacriocistorrinostomia, técnica introduzida no Brasil pelo Dr. Roberto Murillo Limongi;
  • A "transposição de gordura" para a correção dos bolsões palpebrais abaulados, que evita o mal-posicionamento da pálpebra inferior.