Pré-Agendar Consulta













Hospitais de Atendimentos

Hospital de Olhos Limongi

CBCO (Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos)

Consulta agendada com sucesso!

Houve um erro ao enviar seu agendamento.

Blog

03 MAI

Uso correto dos colírios


Muitas pessoas recorrem ao uso de colírios logo que notam a presença de alguma irritação nos olhos. No entanto, apesar de oferecer um grande alívio em determinadas situações de desconfortos e enfermidades oculares, quando utilizado de modo inadequado, sobretudo sem prescrição médica, podem se tornar grandes vilões da visão.

 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o colírio não pode ser visto como paliativo para qualquer ocasião. Do mesmo modo que qualquer outra parte do corpo pode sofrer com o excesso de medicamentos, os olhos também podem ser acometidos. Por isso, antes de sair aplicando o medicamento sobre os olhos, é fundamental consultar-se com um oftalmologista.

 

Tendo em vista que os incômodos oculares podem ser sinais de doenças mais graves, o uso irregular de colírios pode estar atuando apenas nos sintomas, e não no problema em si. Afinal, para cada quadro, existe um tipo de fármaco específico e, portanto, para diagnosticar a causa e prescrever o melhor medicamento, a consulta com o oftalmologista é indispensável.

 

Após o especialista ter feito o exame clínico e receitado um colírio específico, é fundamental utilizar o medicamento prescrito pelo mesmo, nas doses e na quantidade de dias recomendados. Vale também ressaltar que o colírio deve ser conservado em local adequado, orientado pelo médico ou pela bula para garantir sua qualidade.

 

Caso queira saber mais sobre o uso correto dos colírios, converse com seu médico ou entre em contato!

Postado por Prof. Dr. Roberto Limongi